sexta-feira, 13 de fevereiro de 2015

MAS, MAIS OU MÁS?

Devido à baixa frequência de produção textual em sala de aula durante as aulas de Língua Portuguesa (e ao excesso de análise de regras gramaticais desconexas do texto), quase sempre que precisamos escrever um texto (seja ele um bilhete, uma carta ou uma petição) nos surgem dúvidas relacionadas à ortografia oficial. Um dos dos dilemas ortográficos mais frequentes (que observo constantemente nos textos dos meus alunos) diz respeito ao emprego dos termos MASMAIS MÁS. São vocábulos bem parecidos,  mas que exprimem ideias diferentes, na construção do texto. Para dirimirmos boa parte de nossas dúvidas, observemos as seguintes informações.

A palavra MAS é mais comumente empregada como conjunção adversativa, ou seja, com o mesmo valor de porémtodaviano entantocontudoentretanto. Nesse caso, exprime ideia de oposição ou limitação. Veja:

  • Eu iria ao cinema, mas não tenho dinheiro.
  • Eu iria ao cinema, porém não tenho dinheiro.
  • Ele deu o seu melhor, mas não foi o suficiente.
  • Ele deu o seu melhor, contudo não foi o suficiente.

Já o termo MAIS é utilizado principalmente como advérbio de intensidade, transmitindo uma noção de maior quantidade ou intensidade, ou como conjunção aditiva, transmitindo uma noção de adição, acréscimo. Seu sentido se opõe a menos. Observe:

  • Ela é a mais bonita da escola.
  • Ela é a menos bonita da escola.
  • Vinte mais dez são trinta.
  • Vinte menos dez são dez.

Mas é preciso ter certa atenção, pois as palavras MAS e MAIS podem ser usadas ainda com outros sentidos. Confira:

MAS
  • Ele seria perfeito, não fosse um pequeno mas: ele fuma muito! (como substantivo - senão)
  • A atuação do ator foi brilhante, mas brilhante mesmo! (como advérbio – ênfase)

MAIS
  • Ele saiu mais o irmão e disse que ia demorar. (como preposição – junto com)
  • Não faço nada, os mais que resolvam o problema! (como pronome indefinido – os outros)
MÁS

Há ainda uma terceira confusão, esta menos frequente, entre MAIS, MASMÁS (forma acentuada graficamente). Contudo, não se engane, MÁS é apenas o plural do adjetivo , e se opõe a BOAS. Veja:

  • Não eram más ideias (eram boas ideias); ou
  • Estavam com más intenções (não tinham boas intenções)

Assim, caro leitor, espero ter contribuído significativamente com teu desempenho linguístico, estritamente no que se refere à escrita mais formal.

Nenhum comentário: